Plano SP mantém permissão de volta às aulas, mas retorno não será obrigatório

Conforme anúncio do Governo do Estado de São Paulo a presença dos estudantes nas escolas para as aulas de todas as redes do Estado será opcional nas fases vermelha e laranja, as mais restritivas do Plano São Paulo.

Na mesma linha, o secretário Municipal de Educação de Pirassununga, Paulo Rosa, anunciou que o retorno às aulas será facultativo no Município, seguindo o Plano São Paulo. ?Podemos ter uma retomada com até 35% dos alunos nas unidades educacionais?. Com isso as unidades educacionais estão autorizadas a retomar as aulas com até 35% dos matriculados, respeitando-se todos os protocolos de Saúde. Como o retorno é facultativo, ninguém será obrigado a comparecer às salas de aula.

A Rede Municipal de Ensino definiu que a partir de 1º de fevereiro (uma segunda-feira) os pais e familiares serão chamados às escolas para participarem de reuniões nas unidades de ensino, onde será explicado o Plano de retomada das aulas. Ainda estima-se que a partir do dia 8 de fevereiro os alunos do 5º Ano da Rede Municipal poderão retornar às atividades presenciais ? mesmo assim, de forma não obrigatória.

O Governo do Estado pontuou que novas orientações poderão ser expedidas pelo Conselho Estadual da Educação, a depender da evolução da pandemia, bem como de outras medidas que venham a ser adotadas pelas autoridades da Saúde ou do Governo de São Paulo. Com isso a Educação Municipal continuará acompanhando as definições do Estado e atualizando pais e alunos sobre eventuais atualizações.

O próprio Governo do Estado reforçou em nota nesta sexta-feira (22) que as escolas poderão receber até 35% de sua capacidade de alunos por dia nas fases amarela e laranja, como será seguido em Pirassununga.