‘Irmãos Ouro Verde’, orquestra Sanfônica e ‘Amigos do Folclore’ foram destaques no Ranchinho Alegre

O Projeto ‘Amigos do Folclore’, ideia concebida por Marcela Bernardes de Sousa, e que conta com a participação e o engajamento de profissionais de Pirassununga, também envolvidos com o cuidado da criança e da cultura, foi destaque no Ranchinho Alegre deste domingo (13).

A ideia motiva as crianças a contarem a sua versão da história de Negrinho do Pastoreio, Bumba meu Boi, Saci Pererê, Curupira, Sereia Iara e Cuca e outros.

Além deste destaque, o Programa, recheado de homenagens, contou com o Trio Ouro Verde, com seu repertório alegre e contagiante ? com os irmãos mineiros, Ironaldo, Idivaldo e Rodney, que cantam juntos há mais de 6 anos.

O Ranchinho Alegre aconteceu neste domingo (13) no Teatro Municipal Cacilda Becker e foi realizado com os devidos protocolos sanitários, como o uso de máscaras, álcool em gel, a aferição de temperatura e o distanciamento (poltronas intercaladas). Durante a pandemia o Teatro Municipal teve sua capacidade reduzida, de 400 para 160 lugares.

Reunindo a antiga e a nova geração da música caipira local e regional, o Trio Ouro Verde dividiu o palco do Teatro Municipal com outros grandes talentos: a Corporação Musical Pirassununguense, com a participação do acordeonista e interprete Mauricio Amorim, a dupla Humberto Viola & Luiz Fernando (Tambaú) e a Orquestra Sanfônica de Pirassununga, trazendo também duas participações especiais: o violeiro e cantador Nilton Preto e o Palhaço Jeca.

Entre as ?prosas? e as apresentações musicais houve o tradicional sorteio de ?prendas especiais? oferecidas pelas empresas parceiras que apoiam o programa. O programa foi mais uma vez realizado sob o comando do radialista Juliano Modena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *