Sindicato aceita proposta da municipalidade e suspende greve

Após a deflagração de princípio de greve, na manhã desta segunda-feira (11), a municipalidade recepcionou representantes do Sindicato dos Servidores Municipais para formular uma proposta final para evitar a paralisação dos serviços.

Na semana passada, após um estudo realizado pela equipe econômica, o prefeito Ademir Lindo apresentou aos servidores a proposta de reajuste de 3%, a serem pagos em duas parcelas, com a primeira no dia 1º de dezembro próximo e a outra, no dia 1º de janeiro de 2018. Mesmo assim, os representantes do Sindicato dos Servidores Municipais resolveram manter a mobilização.

No entanto, ante ao impasse, o prefeito Ademir Lindo apresentou uma nova alternativa: o mesmo reajuste de 3%, com o pagamento da primeira parte – 2% – já no próximo dia 1º de novembro e a segunda parte, em 1%, mantida para ser paga no dia 1º de janeiro de 2018. Além deste percentual, também foi oferecido mais R$ 10,00 para comporem, a partir de 1º de outubro, o vale-alimentação dos servidores públicos municipais.

Esta segunda negociação com os servidores foi plenamente aceita na assembleia realizada logo em seguida, nas imediações do Paço Municipal, local de concentração dos representantes do Sindicato dos Servidores Municipais. Em seguida, foi elaborado um documento assinado pelas partes configurando o acerto e, desta forma, o princípio de greve foi dissolvido, com todos os servidores que haviam aderido à paralisação retornando ao trabalho.

Com democracia e conversa franca superamos as dificuldades e, o mais importante, com equidade e responsabilidade chegamos ao bom termo e resolvemos este impasse”, encerrou o prefeito Ademir Lindo, ao reiterar que não haverá comprometimento do Orçamento.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: