Convênio com pesquisadores da USP visa apurar real cenário do coronavírus em Pirassununga

Na sexta-feira (20) a Prefeitura Municipal de Pirassununga e pesquisadores da FZEA da USP (Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo) de Pirassununga decidiram que alguns laboratórios da instituição foram autorizados a realizarem os testes para detecção do coronavírus no Município.

A atitude pioneira da Universidade contribui para a Saúde local desempenhar seu trabalho mais eficientemente.

A prestação de serviço da própria instituição para a comunidade não tem fins lucrativos, mas a Prefeitura deverá arcar com um custo necessário para cobrir os insumos e ainda o valor considerado pela depreciação de equipamentos.

A medida foi questionada por alguns cidadãos, já que o governo federal tem realizado exames de coronavírus. Por isso o prefeito, Dr. Dimas Urban, explicou a medida. Segundo ele, há uma normativa do Governo Federal para que todos os exames para coronavírus (Covid-19) sejam feitos obrigatoriamente para pacientes internados e casos graves. Ou seja, se a pessoa estiver com todos os sintomas de coronavírus, mas não estiver em estado grave e internada, os exames custeados pelo governo federal não são permitidos.

Para o prefeito, isso até permite isolar o paciente, mas vários casos não seriam notificados oficialmente, pelo impedimento de se realizar o exame. O chefe do Executivo Municipal, que também é médico, pontuou que o problema é que esse paciente nem sequer entra na estatística dos contabilizados como coronavírus, mesmo que apresente todos os sintomas (por não ser caso grave e consequentemente não passar por exame oficial, não sendo notificado).

Para o prefeito, Dr. Dimas Urban, essa situação é inadmissível. Por isso houve necessidade da compra dos exames, para que a Prefeitura Municipal de Pirassununga possa trabalhar exatamente com o número de casos de coronavírus em Pirassununga, realizando ações efetivas no combate à propagação da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *