“Outubro Rosa”: câncer de mama atinge mulheres cada vez mais jovens

Os seios são fontes de várias simbologias em diferentes culturas: motivo de inspiração e desejo, são também o órgão da amamentação, da feminilidade e do prazer. A mama, contudo, adoece. O câncer é o mal que mais acomete essa glândula28% do total de tumores, sendo o tipo que mais provoca a morte de mulheres no Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é de 60 mil novos casos por ano em mulheres cada vez mais jovens. Quanto mais cedo, porém, o diagnóstico, mais chances de cura. A entidade informa que, quando descoberto no início, 95% de probabilidade de recuperação total.

Com o objetivo de chamar a atenção e divulgar histórias surgiu na década de 1990, nos Estados Unidos, a campanha identificada comooutubro rosa, hoje difundida em diversos países. No Brasil, a primeira iniciativa partiu de um grupo de mulheres, em 2002, e foi marcada pela iluminação rosa do Obelisco do Ibirapuera, em São Pauloem 2 de outubro na comemoração dos 70 anos do encerramento da revolução, o monumento ficou iluminado com a cor da campanha.

Anos mais tarde, entidades relacionadas ao câncer de mama iluminaram de rosa monumentos e prédios em diversas cidades. Aos poucos, o Brasil foi ganhado a simbólica cor em todas as capitais e o mês de outubro tornou-se símbolo da luta pela prevenção e tratamento. O Ministério da Saúde registra um crescimento de 35% na realização de exames, que passou de 3 milhões, em 2010, para 4,1 milhões em 2016. Até julho deste ano foram realizados um total de 2,1 milhões de testes.

CampanhaO câncer de mama é o desenvolvimento anormal das células do seio. Estras estruturas crescem de forma desordenada esubstituemo tecido saudável. Inicialmente, aparecem pequenos nódulos, que podem se espalhar para áreas próximas à mama afetada; como os músculos, pele, axila. Este acontecimento é mais propenso em mulheres acima de 40 anos de idade e, por este motivo, a mamografia deve ser preventiva e realizada anualmente.

Descoberto precocemente, a curabilidade é de 95%, e a prevenção é controlando o peso corporal, mantendo a alimentação saudável e evitando a ingestão de bebidas alcoólicas. Pode-se identificar com exame de mamografia ou o autoexame da mama. O tratamento é feito, sobretudo, com cirurgia, radioterapia, quimioterapia e medicamentos.

AgendaEm Pirassununga, nesta terça-feira (10), durante todo dia – das 8 às 17 horas – todas as 15 Unidades de Saúde da Família (USFs) terá uma programação especial voltado ao programa “Outubro Rosa”, que também corresponde ao programa estadual “Mulheres de Peito”, da Secretaria de Estado da Saúde.

Nesta oportunidade serão realizadas uma série de esclarecimentos sobre a campanha do “Outubro Rosa”, que se caracteriza pela prevenção do câncer de mama, como o exame do toque à mama, entre outras explicações.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: