ESPETÁCULO “CHÃO DE RETALHOS” ENCERRA CICLO DE APRESENTAÇÕES PELA LEI ALDIR BLANC EM PIRASSUNUNGA

Contemplada pela Lei Aldir Blanc no ano de 2020, a Cia. de Teatro Apetrechos encerra hoje (30/09) às 20 horas com apresentação virtuail do espetáculo “CHÃO DE RETALHOS” em seu canal oficial do Youtube: https://www.youtube.com/c/CiadeTeatroApetrechos . Com texto e direção de Rafael Bolito, trazendo no elenco Almir Rogério, Milena Senhorini, Paulo Almeida e Rebecca Helena.

Sucesso de plateia presencial no último final de semana o espetáculo “CHÃO DE RETALHOS” é uma adaptação cênica em torno de uma série de referências históricas do município de Pirassununga, marcado por um patrimônio cultural herdado de tribos indígenas, colonizadores e da fé popular – estes, levados ao palco como uma série de memórias outrora vividas.

De forma idílica, a encenação explora várias camadas desta cultura popular. Começando pelos três personagens, que são identificados de imediato como indivíduos de um território interiorano: a Índia, a Parteira e o Andarilho.

Cada qual, traz uma época diferente da cidade, retroagindo por quatro décadas de sua existência – baseada na origem antropológica, dada pela civilização indígena – e, na condição de serem conterrâneos (mas não contemporâneos), estabelecem uma ação lúdica quando se relacionam.

No discurso cênico, há citações de vários provérbios populares, termos de origem indígena e frases de devoção religiosa, aspectos emergentes destas culturas.

A dramaturgia também traz a composição de três músicas autorais, que foram musicalizadas em concomitância ao estudo da música popular, caracterizado pela investigação de timbres de instrumentos de percussão e pelo estudo de técnicas de canto – cortejo, sacro e canto de trabalho.

Os elementos imagéticos do espetáculo, compostos pelo cenário, figurino, adereços e iluminação, remetem à sua composição um estado atemporal, capaz de transitar por diferentes épocas e territórios.

Sinopse do espetáculo: No percalço de uma caminhada, três viajantes se veem perdidos numa terra sem história. Na tentativa de resgatarem as memórias daquele chão, inicia-se um jogo onde cada um compartilhará uma série de episódios que marcaram a sua vida, trazendo à tona várias imagens de lugares e personalidades. Tempos depois, descobrem que todos os fatos se interligam e pertencem ao mesmo território, embora em espaços e tempos diferentes. O dilema está em aceitar essas memórias, dando sequência à vida na cidade ou prendê-las no passado.

A Cia. de Teatro Apetrechos foi fundada em 2015, na cidade de Pirassununga, pelo ator e dramaturgo Rafael Bolito e outros artistas locais que buscavam novas tessituras cênicas – transitando pela construção da dramaturgia autoral, do encontro com novos espectadores e da produção de obras artísticas que tratassem sobre os assuntos emergentes ao mundo contemporâneo. Elenco e equipe celebram os dois últimos de apresentações comemorando o retorno das atividades artísticas do município. Uma produção da Cia. de Teatro Apetrechos com realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Conselho Municipal de Políticas Culturais de Pirassununga.

(texto e imagem: Secretaria Municipal de Cultura e Turismo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *