Educação Municipal deve disponibilizar atividades para alunos retirarem nas escolas a partir de Maio

A Secretaria Municipal de Educação informa a pais e alunos que na semana de 27 a 30 de abril suas equipes planejarão atividades pedagógicas para serem realizadas em casa. Por isso é preciso que todos fiquem atentos, pois as unidades escolares enviarão um cronograma para as famílias retirarem as atividades, nas escolas em que os alunos estudam, a partir de 4 de maio, respeitando todas as medidas e cuidados para evitar o contágio pelo coronavírus (Covid-19).

Apesar do Governo do Estado de São Paulo ter anunciado em coletiva que disponibilizará internet e aplicativo gratuito para todos os alunos das redes municipais do Estado de São Paulo, é notório que não são todas as famílias que dispõe de celular ‘smartphone’ ou outro aparelho para utilizar o aplicativo, tornando-se este, portanto, uma ferramenta complementar da aprendizagem.

Para garantir que as atividades elaboradas pelos professores possam atender a totalidade de alunos pertencentes a esta rede municipal, verificou-se que há a necessidade de realizar atividades remotas por meio de impressão. Assim, as referidas atividades serão diretamente entregues aos pais ou representante legal educando e ficarão arquivadas no portfólio de cada aluno.

Segundo a Secretaria Municipal, as estratégias acima mencionadas têm por objetivos promover a aprendizagem dos estudantes, manter e reforçar o vínculo com a escola e ainda complementar as atividades pedagógicas.

Vale destacar que desde que as primeiras medidas de prevenção de contágio ao Covid-19 foram adotadas, a Secretaria Municipal de Educação preocupou-se em se aproximar das ações propostas pela Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, respeitando o regime de colaboração, previsto na Constituição Federal e pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), onde União, Estados e Municípios se organizam para solucionar problemas comuns ou estimular e apoiar implementação de políticas educacionais.

Deste modo, como já mencionado anteriormente, foram antecipados 15 dias do recesso previsto para julho e 15 dias das férias.

No dia 22 de abril, os professores e demais funcionários retornaram das férias. Porém, ainda não há uma posição oficial dos órgãos competentes sobre o retorno das aulas nas redes municipais e estadual.

Por isso a Secretaria Municipal de Educação entende que é fundamental preparar estratégias para possibilitar ao educando acesso a sugestões de atividades e roteiro de estudos, tornando-se, portanto, essencial a atuação do professor em elaborar essas orientações e atividades, de forma a reduzir os prejuízos de aprendizagem dos alunos em virtude da suspensão das aulas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.