Conselho de Saúde debate Plano de Trabalho de Urgência e Emergência e cirurgias eletivas

Na manhã desta terça-feira (29) em reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde, houve a deliberação entre os conselheiros e membros da sociedade e Poder Público Municipal da seguinte pauta:

Apresentação e votação do Plano de Trabalho da Urgência e Emergência e outros dois Planos de Cirurgias Eletivas. Todos serão firmados com a Santa Casa de Misericórdia de Pirassununga e a Prefeitura em atendimento às demandas da população e manutenção dos serviços aos munícipes.

O Conselho que atualmente é presidido por Larissa Moreira L. F. Rodrigues deliberou os assuntos pertinentes a cada item da pauta, elencando as dúvidas e sugestões dos Conselheiros presentes.

As demandas e as dúvidas foram amplamente debatidas com elucidações pontuais trazidas pela Secretária Municipal de Saúde Kellen Cristina Vieira da Mata, pela Coordenadora da Santa Casa Maria Isabel Rodrigues Cruz, pela Assessora da Secretária Municipal de Saúde Stella Sílvia Dias de Oliveira e também pelo Prefeito Municipal Dr. José Carlos Mantovani que também se fez presente.

O Conselho aprovou as demandas com observações pontuais que serão tabuladas nos pactos a serem celebrados.

O Prefeito, ressaltou a importância da participação popular e dos técnicos da Santa Casa e da Prefeitura nas reuniões do Conselho, enfatizou que em seu governo tem buscado constantemente fortalecer os Conselhos Municipais estreitando as relações e tomadas de decisões democráticas e participativas. Agradeceu o empenho dos Conselheiros e de todos que participaram da reunião que teve conotação técnica e sociopolítica visando os anseios da população.

A reestruturação e fortalecimento dos Conselhos Municipais é um dos indicadores que ajudam a gestão pública a identificar e a qualificar a eficiência da atividade participativa. De modo geral, eles envolvem aspectos legais e institucionais, e são um bom ponto de partida para avaliar a maturidade do município em relação à implementação de processos políticos decisórios que envolvam a população local. Também podem funcionar como instrumentos de apoio a gestores e à sociedade civil para melhor direcionarem seus esforços e recursos para o aprimoramento e a eficiência da gestão, indo ao encontro das diretrizes traçadas pelas ODSs Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis, agenda 2030 – ONU.

Link ODSs TCE/SP: https://www.tce.sp.gov.br/observatorio/ods

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.