Secretaria da Saúde realiza Campanha de Busca Ativa de Tuberculose

Por meio da Vigilância Epidemiológica e das Unidades de Saúde da Família, a Secretaria Municipal de Saúde de Pirassununga está realizando a Segunda Etapa da Campanha de Intensificação de Busca Ativa de Casos de Tuberculose em Sintomáticos Respiratórios. A etapa foi iniciada nesta segunda-feira (5) e termina em 19 de novembro.

A orientação é que pessoas com tosse há mais de uma semana procurem uma unidade de saúde para avaliação médica e solicitação de exame.

Nos últimos anos Pirassununga tem registrado cerca de 20 casos por mês da doença. Em 2018 foram detectados, até outubro, 18 casos. No Brasil a tuberculose atinge 80.000 pessoas todo ano.

Segundo a Vigilância Epidemiológica e Imunização, as pessoas podem se proteger da doença mantendo sempre a casa arejada, permitindo a circulação do ar e a entrada de luz. A tuberculose é transmitida pelo ar, por meio da tosse, da fala e do espirro. Por isso é essencial que as pessoas fiquem atentas aos sintomas da doença, principalmente a tosse por mais de três semanas e procurar um serviço de saúde.

Caso seja diagnosticada a tuberculose, será iniciado o tratamento que dura 6 meses. É importante que esse tratamento seja feito até o final. A partir de 15 dias após o início do tratamento não existe mais risco de contágio. No entanto, todos aqueles que conviveram com a pessoa com tuberculose devem fazer o exame.

Vale ressaltar que a tuberculose tem cura. Para mais informações a população deve procurar uma Unidade de Saúde ou a Vigilância Epidemiológica Municipal (telefone 3561-6292).

Histórico de casos de Tuberculose em Pirassununga:

2012 – 30 casos

2013 – 16 casos

2014 – 31 casos

2015 – 17 casos

2016 – 21 casos

2017 – 19 casos

2018 – 18 casos (até o mês de outubro)

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: