Saúde alerta para campanha “Janeiro Roxo”

O Dia Mundial de Combate à Hanseníase será celebrado no próximo dia 28 deste mês de janeiro, campanha esta que tem o reconhecimento internacional, e por este motivo, instituído comoJaneiro Roxo. A data tem como objetivo orientar a população sobre as causas, os sintomas e o tratamento da doença que ainda gera muito preconceito e dificulta o diagnóstico e prevenção da doença.

A hanseníase, antigamente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa, transmissível e curável que atinge principalmente a pele e os nervos periféricos, mas também pode afetar outros órgãos. Os principais sintomas na pele são manchas avermelhadas ou esbranquiçadas em regiões que perdem a sensibilidade e os pêlos, nódulos, dores, cãibras, formigamento de mãos e pés. nos nervos, a perda de movimentos, diminuição da força muscular, ressecamento dos olhos, atrofia dos dedos.

A hanseníase tem cura, mas, se não diagnosticada e tratada a tempo, pode provocar sequelas irreversíveis: pelo menos 90% da população têm defesa natural contra a doença, mas a hanseníase leva de 5 a 10 anos para se manifestar, portanto é preciso estar alerta aos sinais e sintomas. O tratamento, chamado de poliquimioterapia (PQT), é garantido pelo Sistema Único de Sáude (SUS) e consiste em uma associação de antibióticos, com duração de seis a 24 meses, dependendo do estágio da doença e da resposta de cada paciente. Durante o período de tratamento, o paciente não precisa ficar isolado, podendo realizar suas atividades normalmente, sem restrições.

Nos últimos cinco anos, 26 pessoas foram diagnosticadas com a doença e tratadas no município de Pirassununga. Como atividade para celebrar o Dia Mundial de Combate à Hanseníase, as Unidades de Saúde da Família (USF) devem realizar, durante o horário de funcionamento no próximo dia 26, última sexta-feira do mês -, orientações sobre a doença e avaliação de casos suspeitos.

Informações sobre a hanseníase podem ser obtidas nas Unidades de Saúde (UBSs) ou na própria Vigilância Epidemiológica, que está localizada à rua 15 de Novembro, 1018, no centro, ou pelo telefone (19) 3561-6292.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: