Pirassununga não tem casos novos de Hanseníase, mas realiza campanha

O município de Pirassununga não apresentou neste ano nenhum caso de Hanseníase e vem apresentando, ao longo dos últimos anos, queda expressiva no número de casos da doença. Mas justamente com o objetivo de evitar que a doença se propague, a Secretaria Municipal de Saúde prossegue com a campanha de combate à doença.

Em todo o Estado de São Paulo a Campanha de Combate à Hanseníase ocorre entre os dias 16 e 31 de outubro. As Unidades de Saúde de Pirassununga estarão realizando busca ativa de pessoas que possuem manchas suspeitas e orientações sobre sinais e sintomas da doença.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde é importante ficar atento aos sinais. “A Hanseníase é uma das doenças mais antigas que se tem registro na história. Ela é causada pelo Mycobacterium leprae, que atinge principalmente a pele e os nervos, podendo afetar a face, os braços, as pernas, as mãos e os pés. Se não for tratada, pode causar incapacidades ou deformidades”.

Além disso a pasta alerta que “a Hanseníase pode atingir homens e mulheres, adultos e crianças, e é transmitida de pessoa a pessoa pela respiração. Mas tem tratamento e cura. Para evitar a transmissão e incapacidades, é só começar a tratar”.

Conheça os sinais da Hanseníase

A Hanseníase aparece de forma silenciosa. Por isso, é importante verificar se os contatos de uma pessoa diagnosticada com Hanseníase foram examinados, pois o exame dos contatos contribui para a descoberta de novos casos e redução da transmissão da doença.

Manchas ou placas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas que não doem, não coçam, não tem pelo e não pegam pó; dormências e formigamentos; caroços avermelhados ou castanhos.

Caso você ou alguém próximo apresente esses sinais e sintomas, procure a unidade de saúde mais próxima para orientação e avaliação. A Hanseníase tem cura e o tratamento é garantido pelo SUS.

Dados de Pirassununga

Pirassununga registra 25 casos novos de Hanseníase nos últimos 5 anos. Apesar dos números, vale ressaltar que nos últimos 3 anos são cada vez menos frequentes os casos na cidade. Em 2016 apenas um caso foi registrado, assim como no ano passado. Neste ano nenhum caso novo de Hanseníase foi detectado no Município.

Casos novos de Hanseníase em Pirassununga:

• 2013: 6

• 2014: 9

• 2015: 8

• 2016: 1

• 2017: 1

• 2018: 0

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: