Gestão: Prefeitura equilibra as contas e começa a realizar pagamentos em dia

Após adoção de políticas de aprimoramento da gestão municipal de recursos, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, a Prefeitura Municipal de Pirassununga atingiu nesta semana o objetivo de equilibrar suas contas – mesmo com o atual período de pandemia, que tem afetado os cofres públicos severamente.

O secretário Municipal responsável pelo setor, Luiz Carlos Montagnero Filho, explica que a pandemia de Covid-19 prejudicou as finanças municipais, mas ainda assim o plano de colocar as contas em dia foi seguido à risca, e a partir desta quinta-feira (22) todos os credores do Município devem passar a receber os pagamentos dentro do prazo de vencimento.

Conforme Montagnero, primeiramente foi necessária a elaboração de um plano de contingenciamento, já que as contas apresentavam problemas e a pandemia agravou a situação, afetando também a arrecadação. Por isso foram contingenciados alguns gastos, utilizando-se recursos no início do ano para adotar a regularização das contas sem comprometer o orçamento futuro. O secretário resume a operação a uma “reengenharia financeira” das contas municipais.

“O prefeito, Dr. Dimas Urban, pediu assim que assumimos as finanças que resgatássemos a boa imagem da Prefeitura perante a sociedade. Já havíamos percebido a necessidade em adotar algumas medidas de reequilíbrio, e por isso estabeleci um plano para alcançarmos a adimplência em 100 dias”, resume o secretário, que também elencou a importância dos servidores da pasta de Finanças na conquista da meta.

O plano acabou executado dentro do prazo e já no início desta semana o Município liquidou as últimas contas consideradas atrasadas. A meta atual é seguir com o plano previamente estabelecido, pagando as contas – agora equalizadas – rigorosamente em dia, ou seja, dentro do vencimento.

Como consequência da gestão profissional e comprometida com os prazos firmados junto a fornecedores, estima-se agora a consolidação da boa imagem da Prefeitura por cumprir as obrigações financeiras em dia, proporcionando reflexos nos futuros gastos do Município, já que os fornecedores e prestadores de serviços, tendo a confiança de que a Prefeitura de Pirassununga liquida os boletos em dia, devem se sentir atraídos a fornecer ao Município seus produtos. Havendo então maior oferta, o achatamento dos preços deve ser um dos reflexos visíveis a médio prazo – já que o Município sofria com orçamentos mais altos em decorrência da perspectiva dos prestadores de atrasos no pagamento e inadimplência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *