Circuito Caminho da Paz é opção para quem passa por Pirassununga

Com 381 km de extensão, o Caminho da Paz é um roteiro de peregrinação turístico-cultural e ecológico, entre 11 municípios paulistas – 9 deles da Região Turística Histórias e Vales e 2 da Região Turística da Serra do Itaquiri, que pode ser feito a pé, de bicicleta ou off-road (moto, Jeep, carro, caminhonete ou quadriciclo).

A Secretaria de Cultura e Turismo de Pirassununga é uma das idealizadoras e apoia estrategicamente o projeto.

A trilha passa por praias de água doce, rios e vales, nas regiões rurais e urbanas de Pirassununga, Descalvado, Leme, Porto Ferreira, Santa Cruz da Conceição, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Cruz das Palmeiras, São Carlos, Tambaú, Corumbataí e Itirapina.

Os distritos também são uma atração a parte: Cachoeira de Emas, Broa, Santa Eudóxia, Água Vermelha, Santa Cruz da Estrela e Taquari.

Com o apoio e assessoria do Senac São Carlos, por meio do Programa Regionalização e Desenvolvimento do Turismo, as cidades se mobilizaram, indicaram pontos turísticos, mapearam o caminho e sinalizaram o trajeto.

Pirassununga conta com 5 pontos de apoio credenciados pelo Senac São Carlos e Secretaria de Cultura e Turismo de Pirassununga: Alambique da Cachaça Sapucaia – Bairro do Roque, (19) 99650-3233; Hotel JF, (19) 3561-2733 / 99631-5958; e Hotel Pousada Rosim, (19) 3561-3910. Em Cachoeira de Emas estão o Restaurante Cesar, (19) 3565-3482; e Pousada da Cachoeira, (19) 3565-1295 / 99688-8489.

Os interessados em obter informações para percorrer o Caminho da Paz devem se dirigir à Central de Informações Turísticas e Pirassununga, instalada no Centro de Convenções Prof. Dr. Fausto Victorelli, e falar com Andreia Boschim pelo telefone (19) 3562-1207, ou acessar o site www.circuitocaminhodapaz.com.br.

Como participar do Circuito Caminho da Paz

O participante é quem decide o dia e horário que pretende sair a partir de qualquer município do roteiro e ir até o ponto que desejar.

A indicação é estudar o roteiro a ser percorrido, observando as distâncias entre um ponto de apoio ao outro, para que possa se programar com alimentação e hidratação. Caso pretenda pedalar por vários dias e grandes quilometragens, recomenda-se utilizar desde a saída no seu primeiro dia de pedalada cremes antiatrito, nas partes de atrito com o selim da bicicleta, para evitar desconfortos e assaduras.

Para percorrer o Caminho da Paz o interessado deve retirar o “Passaporte do Peregrino” em qualquer ponto de apoio em uma das cidades.

Em Pirassununga, o passaporte está à disposição no Hotel JF, à Rua General Osório nº 559, Centro – ao lado da agência dos Correios – telefones (19) 3561-2733 / 99631-5958, onde também é feito um cadastro.

Ao longo do circuito, esse documento de identificação é carimbado em todos os pontos de apoio: hotéis, bares, restaurantes, alambiques, padarias, entre outros. A relação completa está disponível no site www.circuitocaminhodapaz.com.br .

Trajeto sinalizado

Em todo o trajeto, a sinalização que orienta os participantes é feita por meio de setas amarelas e placas oficiais fixadas em postes, mourões e estacas de madeira.

Os participantes também podem se valer do aplicativo Strava (que está disponível no site), o mesmo que os corredores e ciclistas usam para registar suas atividades.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: