Vôlei masculino perde decisão dos 22º JAI e fica com a prata

Após grandes exibições nas quatro primeiras partidas, Pirassununga fez a esperada final do vôlei adaptado pela categoria “A”, diante da forte equipe de São José do Rio Preto. Logo no primeiro set, o time pirassunuguense teve dificuldades e não conseguiu superar o selecionado rio-pretense: 15×13.

O time se recuperou no seguindo set e deu novos ânimos para a equipe corimbatá, ao vencer esta parcial por 15×11. No entanto, o terceiro set se tornou decisivo e Pirassununga, novamente, perdeu por 15×13, dando números finais. A medalha de ouro ficou para São José do Rio Preto e Pirassununga ficou com a prata.

A campanha que credenciou os pirassununguenses para a grande final: vitórias expressivas sobre Jales (parciais de 10×5, 15×11 e 15×13) e Nova Odessa, ambas as partidas de virada, por 2 sets a 1 (parciais de 16×17, 15×06 e 15×09), na segunda-feira (26). No dia seguinte, o vôlei adaptado masculino disputou, na terça-feira à tarde (27), as quartas-de-final e bateu Franca (parciais de 15×04 e 15×05).

E, na manhã de quarta-feira (28), diante do selecionado anfitrião – Praia Grande – válido pela fase semifinal, o time pirassununguense venceu com um duplo 15×06, fazendo 2 sets a 0, classificando para a grande final.

Além do vôlei adaptado, o outro grande destaque na competição da Baixada Santista aconteceu nas piscinas: pela natação feminina, a competidora Odete Wegmüller garantiu duas medalhas de ouro para Pirassununga: a primeira, no estilo nado costas; e a segunda medalha dourada veio na prova seguinte, no nado crawl (livre).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: