Vacinação contra gripe imunizou metade dos grupos prioritários, em média

Nem mesmo a realização do mutirão do “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus influenza (H1N1), causador da gripe, conseguiu motivar os grupos prioritários para receber a dose. Em média na cidade de Pirassununga, somente a metade das pessoas previstas foram imunizadas, com exceção do grupo das puérperas, que já atingiu o objetivo tendo até mesmo, ultrapassado a meta estipulada pela campanha nacional.

Na cidade, entre os cinco principais grupos prioritários para a vacinação, as puérperas já atingiram a marca de 107,48%; os idosos, o índice é – até o final desta semana (sexta, dia 19) – de 63,82%; já entre as gestantes continuam no patamar de 55,93%. e finalmente, entre os trabalhadores da Saúde Pública, o índice segue abaixo, em 50,33%. Somente a vacinação para as crianças de 6 meses a 5 anos incompletos está abaixo da meta esperada: 36,09%

Os demais grupos prioritários – povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medidas sócioeducativas; pessoas encarceradas e funcionários do sistema prisional; pessoas portadores de doenças crônicas e não-transmissíveis, e de outras condições clínicas especiais, independente da idade; e professores das escolas públicas e privadas – ainda não existe uma estatística definida.

No entanto, em comparação com índices regionais, estadual e federal, a cidade tem melhor desempenho somente entre as puérperas e gestantes, abaixo somente entre os grupos de trabalhadores da Saúde e das crianças. Estes são os índices atualizados, segundo a Vigilância Epidemiológica, com números atualizadas até esta semana:

••• Idosos – Brasil, com 65,62%; Estado de SP, em 68,83%; e GVE XX de Piracicaba, em 66,47%.

••• Trabalhadores da Saúde – Brasil, com 57,18%; Estado de SP, em 55,15%; e GVE XX de Piracicaba, em 57,20%.

••• Gestantes – Brasil, com 47,14%; Estado de SP, em 41,15%; e GVE XX de Piracicaba, em 42,94%.

••• Puérperas – Brasil, com 62,34%; Estado de SP, em 60,75%; e GVE XX de Piracicaba, em 60,63%.

••• Crianças – Brasil, com 42,50%; Estado de SP, em 39,19%; e GVE XX de Piracicaba, em 35,44%.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, nesta temporada de 2017, o Ministério da Saúde pretende atingir, no mínimo, uma meta estipulada em 90% de imunazações para todos os grupos prioritários; até o ano passado, a exigência dos esforços propunha 80% de vacinação destas populações.

PostosPara estas últimas etapas semanais, segundo a agenda da Vigilância Epidemiológica, a vacinação prossegue junto às unidades de saúde credenciadas e que deverão atender neste período: de segunda à sexta, das 8 às 16 horas, no Centro de Especialidades Médicas (CEM); e nas USFs Centro 1, Laranjeiras, Limoeiro, Redenção, Santa Fé, São Pedro, São Valentim, Raia e Triângulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *