Vacinação contra gripe começa em etapas e termina em maio

Diferente dos anos anteriores, a Campanha de Vacinação contra a gripe (vírus influenza) começou e etapas nesta segunda quinzena de abril. Os dois primeiros que receberam as doses contra o influenza, foram os próprios trabalhadores da Saúde Pública e os idosos, pessoas acima de 60 anos de idade. O próprio Ministério da Saúde reiterou às Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde para que fizessem um intenso chamamento para que todos os grupos tenham índices de imunização em, pelo menos, 80%.

No entanto, a primeira etapa com os dois grupos citados acima, tiveram baixa adesão: entre os trabalhadores da Saúde Pública, somente 110 das 1.137 pessoas cadastradas receberam a dose da vacina, num percentual de 9,67%; já entre os idosos, o percentual foi um pouco maior, 12.91%, ou 1.320 indivíduos, num total de 10.222 previstas para receber a vacina.

Para estes dois grupos, a vacinação ainda prossegue até o final da campanha prevista para acontecer na segunda quinzena do próximo mês de maio. Para esta segunda semana, entre segunda-feira (24) e sábado (29), a etapa será dedicada para os grupos de gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e crianças de seis meses até cinco anos incompletos.

Como campanha permanente e preventiva, para as próximas etapas estão previstos para a imunização, os grupos que precisam receber a dose contra o influenza: povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medidas socioeducativas; pessoas encarceradas e funcionários do sistema prisional; pessoas portadores de doenças crônicas e não-transmissíveis, e de outras condições clínicas especiais, independente da idade; e professores das escolas públicas e privadas.

A campanha de vacinação terá o seu mutirão no “Dia D”, no dia 13 de maio (segundo sábado de maio) – das 8 às 17 horas – e, independentemente da etapa, todas as pessoas relacionadas com os grupos prioritários devem receber a dose.

PostosPara as etapas semanais, segundo a agenda da Vigilância Epidemiológica, a vacinação vai acontecer junto às unidades de saúde credenciadas e que deverão atender neste período de abril e maio: de segunda à sexta, das 8 às 16 horas, no Centro de Especialidades Médicas (CEM); e nas USFs Centro 1, Laranjeiras, Limoeiro, Redenção, Santa Fé, São Pedro, São Valentim, Raia e Triângulo.

Já para o “Dia D”, mutirão a ser realizado no dia 13 de maio, o horário será das 8 às 17 horas, no CEM e nas USFs Centro 1, Esperança, Ferrarezi, Kamel, Laranjeiras, Limoeiro, Pinheiro, Redenção, Santa Fé, São Pedro, São Valentim, Raia e Triângulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *