Servidores retiram peixes mortos no coreto da praça; de forma ilícita, vândalos jogam lixo no local.

Não é a primeira vez, que a municipalidade tenta recuperar os chafarizes ao lado do coreto da praça central “Conselheiro Antonio Prado”. Em todas as oportunidades passadas, ilicitamente, vândalos descartam dejetos que contaminam a água do local e, consequentemente, a falta de oxigenação da água resulta na mortandade de peixes ornamentais e das próprias plantas daquele ambiente.

Segundo o secretário municipal Roberto Donizeti Bragagnollo (Cultura e Turismo) foi feita uma nova tentativa de recuperação, em meados de dezembro do ano passado, quando o Setor de Hidráulica da Secretaria Municipal de Obras e Serviços refez os serviços, promovendo a limpeza geral.

Com toda a estrutura pronta, neste momento, foram repostas algumas espécies ornamentais como carpas, tilápias, carás e outros peixes, além das plantas aquáticas. No entanto, na última terça-feira (13), uma equipe da municipalidade chegou ao local para realizar as devidas manutenções de praxe, mas deparou com a quase totalidade de morte dos peixes, entre algumas “agonizantes”.

Indignados, os servidores de manutenção produziram algumas imagens deste serviço, demonstrando a insatisfação com ações destes meliantes que, em alguns dias, acabaram novamente com esta atração, patrimônio este, segundo o secretário, prestes a completar 80 anos de existência.

Ainda não se sabe o que ocasionou a morte dos peixes, mas certamente, o descarte de dejetos como pilhas, restos de lixos e bebidas, ou mesmo bitucas de cigarros poderiam ocasionar mais este infeliz fato, disse revoltado o secretário, com mais um caso de vandalismo junto ao espelho d’água.

VandalismoAlguns dos servidores que realizam este serviço de manutenção chegaram a estar emocionados pelo fato e indignados pelo vandalismo.Por incrível que pareça, desde o início dos trabalhos de restauração dos chafarizes, as pessoas ainda continuam jogandodigamos, de forma prazerosa… Mas não se pode aceitar este acontecimento, afirma o secretário municipal José Salvador Fusca Machado (Obras e Serviços).

Machado ainda complementou:É difícil de acreditar, mas nossos servidores recolhem quase que diariamente inúmeros pinos com restos de entorpecentes, preservativos, latas de bebidas, bitucas de cigarros, palitos de sorvete, copos descartáveis, garrafas quebradas, entre outros objetos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: