Samu de Pirassununga recebe duas novas ambulâncias do Governo Federal

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu 192) de Pirassununga recebeu nesta semana, do Ministério da Saúde, duas novas ambulâncias que serão destinadas imediatamente ao atendimento da população de Pirassununga.

O prefeito de Pirassununga, Ademir Lindo, agradeceu vereadores, deputados e o Ministério da Saúde / Governo Federal pelo envio das ambulâncias e na manhã desta terça-feira (7) recebeu os veículos oficialmente. Acompanhado de vereadores e secretários municipais, o prefeito fez questão de agradecer o presidente da República, Jair Bolsonaro, pelo envio das 2 unidades de suporte básico modelo Mercedes-Benz.

O secretário Municipal da Saúde, Edgar Saggioratto, também reforçou agradecimentos aos funcionários da Saúde e equipe do Samu e citou envolvimento de funcionários do Serviço de Atendimento para a chegada dos veículos.

A entrega faz parte de um pacote anunciado pelo governo federal há alguns meses. Em setembro de 2019 foram 866 novas unidades para o atendimento à população em todo o país – direcionadas para 672 municípios em 24 estados. Já no final do ano passado e início deste ano estava prevista a liberação de mais 199 unidades, em um investimento total de R$ 199,7 milhões. Estão inclusas neste pacote as duas novas unidades trazidas para Pirassununga.

As ambulâncias direcionadas diretamente pelo Ministério da Saúde para o Samu de Pirassununga integram o planejamento do Ministério de renovar 100% da frota do Samu pelo país em até cinco anos. O Samu 192 está presente, atualmente, em 3.618 municípios. Ao todo, 174 milhões de pessoas (83,69% da população) dos 210 milhões de brasileiros contam com a cobertura do serviço.

A exemplo do que ocorre em outros municípios atendidos pelo serviço, em Pirassununga o Samu é prestado 24 horas por dia para socorrer rapidamente pacientes com necessidade de ser levados a unidades que prestam serviços de urgência ou emergência, como hospitais e unidades de pronto atendimento (UPAs), para atendimentos clínicos, cirúrgicos e obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou mesmo a morte.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: