Reinaugurada, USF do Jardim Roma passa por reforma e modernização

No início da noite desta quarta-feira (dia 6), foi oficializada o retorno das atividades da Unidade de Saúde da FamíliaArnaldo Pereira(Naná) que, nos últimos meses, foi totalmente reformada e modernizada. A nova estrutura da USF trocou toda a cobertura com telha de cerâmica, revestimentos vertical e horizontal.

Além destas melhorias houve a recuperação de todas as salas de atendimento, administrativo, de enfermagem, de curativos e de vacinas; também foram reformados todo o sistema elétrico e telefônico, os sanitáriosque passam a ser adaptadosalém de pintura interna e externa.

Uma das duas novidades desta unidade é a implantação de abrigo do compressor, atendendo especificações conforme detalhamento de projeto. Na área externa houve a implantação de calçamento externo desempenado grosso perimetral e colocação de bloquetepadrão.

A segunda novidade que envolve o funcionamento da USFArnaldo Pereira, no Jardim Roma, é a unificação do atendimento do antigo Centro II. Pela explicação técnica, o antigo Centro II havia uma média de atendimento muito pequena e, por este motivo, houve a unificação deste atendimento com a demanda do Jardim Roma.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde são realizadas uma série de consultas, assim verificadas: consultas de enfermagem, 70 ao mês; já as médicas, cerca de 700 mensais; com profissionais nutricionistas, 20 ao mês; e com fisioterapeutas, 10 mensais. Ainda em relação às consultas, com psicólogos, média de 15 ao mês, além dos grupos; com profissionais ginecologistas, com média de 70 consultas mensais.

Entre outros procedimentos rotineiros, estão as verificações de pressão arterial (cerca de 660 mensais), e de peso (outras 600 verificações ao mês); a verificação de glicemia digital capilar é feita uma média de 150 ao mês. A unidade, com o atendimento unificado, também deve registra médias de 125 aplicações de injeções mensais, assim como 80 realizações de curativos, na média. as visitas domiciliares, com exceção às realizadas pelos agentes comunitários da Saúde, somam 82 mensais.

Descerramento da placa – Antes de descerrar a nova placa, houve uma singela homenagem à senhora Rosa Bocardo Pereira, viúva de Arnaldo Pereira. Em seguida, o secretário municipal Edgar Saggioratto (Saúde) rememorou a construção da unidade, ocorrido no início dos anos 90. O secretário, além de exaltar as novas instalações, agradeceu aos esforços dos servidores envolvidos na entrega do prédio recuperado e modernizado.

Já o prefeito Ademir Lindo também prestou suas homenagens ao “médico dos pobres” e relembrou algumas passagens envolvendo o homenageado. “Pouco tempo após seu passamento, pedi ao (então vereador Edgar) Saggioratto que prestasse esta homenagem. Até hoje, me emociono quando relembro deste momento”, reiterou o prefeito.

O prefeito também comentou ao público presente dos momentos sócio-econômicos difíceis que a nação passa nestes últimos anos; e que estas dificuldades refletem de forma intensa na administração de Pirassununga e demais municípios. “Aos poucos, vamos conseguir superar estas insistentes crises econômicas e institucionais, e recolocar a cidade nos trilhos”, ponderou.

Após as bênçãos proferidas pelo padre José Antonio, da Comunidade Nossa Senhora Aparecida, localizada na Vila Redenção, houve o descerramento da nova placa, com a presença de todos os familiares presentes do homenageado Arnaldo Pereira.

Perfil Arnaldo Pereira, carinhosamente conhecido porNaná, é filho de Antenor e Lúcia Pereira, nascido no município de Cravinhos (SP), onde ainda jovem, mudou-se para Pirassununga. Em sua época de universitário, cursou a Faculdade de Ribeirão Preto (SP), o qual se formou farmacêutico em 1952. Em seguida, assumiu a farmácia de seu paiAntenor.

Com o passar do tempo foi referenciado como oMédico dos Pobres, termo este, conhecido até hoje pelas pessoas mais antigas da cidade. No ano de 1953, serviu ao Exército, exercendo a função de Aspirante a Oficial R2 da reserva no Quadro de Farmacêutico. Casou-se com Rosa Bocardo Pereira, em 1959. Pai de Rosângela, Kátia, Ronald e Arnaldo Júnior; é a de Érica, Thomaz, Daniela e Mayara, os quais, infelizmente não os conheceu.

Foi Vice-Prefeito Municipal, juntamente com Rubens dos Santos Costa, no antigo partido da “Arena, em 1978. Mesmo exercendo função política, jamais abandonou sua profissão. Em 1984, recebeu o Título deCidadão Pirassununguense, o qual o deixou imensamente grato a esta cidade; trabalhou em prol da saúde até o ano de 1990. Faleceu com 64 anos de idade em 1991.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: