Prefeito vistoria obras contra inundações na Siqueira Campos

O prefeito de Pirassununga, Ademir Lindo, visitou nesta quinta-feira (11) as obras que estão sendo feitas para acabar com inundações na região central da cidade. As intervenções foram iniciadas na Rua Siqueira Campos nesta terça-feira (9). O trecho da rua onde as obras começaram segue interditado, já que há maquinário pesado e um grande canteiro de obras na via para a implantação de nova tubulação.

O prefeito lembrou que estas melhorias fazem parte de seu plano de governo e de compromisso da administração municipal com a cidade. Ele explicou que a obra, que começou nesta semana defronte o Colégio Objetivo, na Siqueira Campos (Centro), deve avançar até próximo da antiga Estação da Fepasa.

Durante a vistoria Ademir Lindo reforçou a importância de obras de infraestrutura que garantem a melhora de vida da população. Nesta semana, por exemplo, em poucas horas choveu 50 milímetros em Pirassununga, e mesmo assim não houve inundação na região do Jardim Urupês. A mesma região sofria há anos com as inundações quando se registravam chuvas mais fortes.

Segundo Ademir Lindo as obras devem evitar inundações no trecho da Duque, próximo da antiga Caixa Estadual, e a região do estabelecimento Ponto Chic. Ele reforçou que as obras são realizadas com recursos próprios e com maquinários do Saep.

A obra

O cronograma das obras previu que elas seriam iniciadas defronte o Colégio Objetivo do Centro (no cruzamento da Rua Siqueira Campos com a Major Pereira), seguindo pela Siqueira Campos, virando na Pereira Bueno e chegando até a Avenida Prudente de Moraes, passando depois pela Rua Amador Bueno. Dali as obras continuam em direção à Ladeira Padre Felipe, de onde chegam para a Rua Capitão Evaristo.

A primeira etapa iniciada agora compreende intervenções entre a Siqueira Campos e a Avenida Prudente de Moraes.

O trecho teve o asfalto e o calçamento retirados para instalação de tubulação e instalação de bocas de lobo. Depois de instalados os tubos, o calçamento será recolocado e a massa asfáltica reaplicada sobre a via.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: