Equipe prossegue com obras de melhorias no Anel Viário

Há exatos 30 dias, ainda na primeira quinzena de março passado, equipes de trabalho da Secretaria Municipal de Obras e Serviços, com auxílio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran, vinculado à pasta de Segurança Pública) realizavam a conclusão da primeira parte do “paredão de pedras” ao longo do Ribeirão do Ouro, para conter o assoreamento deste córrego.

Nesta semana, terça (17), uma nova equipe já providencia a finalização de mais 250 metros deste muro de contenção, no sentido norte-sul do Anel Viário (nas proximidades do Centro Educacional Dida-Ciebe/FATECE), na região do Jardim Urupês, próximo à avenida Painguás.

Este muro margeia todo o córrego do Ribeirão do Ouro e, nesta etapa, a mesma equipe de trabalho também providenciou a abertura de um novo acesso com rua, que já facilita comércios desta região, que possui um mecânica de automóveis, guincho, borracharia entre outros.

Após a colocação de tubulação para constituir a rede pluvial e evitar o assoreamento, a equipe faz a sequência de colocação de rejunte das encostas deste “paredão de pedras” para contenção do barranco e, mesmo num período chuvoso, haverá vazão suficiente para águas pluviais, sem causar transtornos ao tráfego.

As obras também dão uma atenção especial para se fazer a recuperação do acostamento – desde o perímetro junto à unidade educacional até as imediações da rotatória de acesso da rua Duque de Caxias Norte -, etapa esta que acontece após a realização de nivelamento do solo e, posteriormente, com a colocação de asfalto.

Melhorias – Desde o anúncio das melhorias em janeiro passado, estas obras estão sendo feitas de acordo com um cronograma de trabalho que é realizado em várias etapas. Ainda será realizada uma reforma completa no Anel Viário: haverá o alargamento, duplicação da via em alguns trechos e mesmo, a colocação de uma terceira faixa, inclusive a construção de acostamento, ciclovia e uma faixa para pedestres.

No atual estágio já está em andamento, a contenção das barreiras nas proximidades com o curso do córrego Ribeirão do Ouro (lagoa de decantação), o que deverá controlar a vazão de águas pluviais, incluindo a colocação de cacimbas junto ao curso desta via.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: