EMAIC-Castelinho participa de capacitação educacional

Na semana passada, entre os dias 4 e 7 passados, o professor-coordenador Almir Rogério Ferraz, e as também educadores – professora Gisele Fernanda Mertinelli e as monitoras Juliana Pavão e Lilian Gerônimo Belloni – da EMEF “Zuleika Vélide De Franceschi Veloso” (Vila São Pedro) – participaram da capacitação educacional do “Projeto Escola”, uma iniciativa da empresa Arteris S/A, considerada uma das maiores e mais companhias do setor de concessões de rodovias do Brasil em quilômetros administrados, com mais de 3,2 mil km em operação.

Um dos projetos mais difundidos pela empresa no setor educacional, está voltada para o trânsito, em que o destaque é o “Projeto Escola Arteris”, com objetivo explícito de formar cidadãos conscientes e informá-los da importância do valor à vida no trânsito, ao reforçar a importância de hábitos cidadãos. As ações são desenvolvidas em escolas públicas e alcançam 250 mil alunos dos ensinos fundamental e médio de 127 municípios, entre eles, Pirassununga.

Em paralelo com este projeto, a empresa também realiza o programa “Viva Meio Ambiente”, que mantém equipes qualificadas para máxima eficiência das questões ambientais nas concessionárias. O projeto tem como objetivo a educação ambiental para as escolas e associações de bairros da comunidade do entorno.

O município de Pirassununga reativou uma parceria já existente e, para este ano, vislumbra um trabalho voltado para a zona leste da cidade através de ações refletidas na formação realizada com parceria da EMAIC-Castelinho e a EMEF “Zuleika Veloso”. A formação contou com a coordenação de sustentabilidade Maria José Finardi e suas assistentes que, para Pirassununga, é representada pelo posto local da Intervias, cuja representante é Cláudia do Nascimento Dias, como em especial, autoridades de Policiamento Estadual e Rodoviário.

Para melhor aproveitamento desta formação inicial, os participantes estiveram os quatro dias nas dependências da República Lago, um destino de viagem onde crianças, adolescentes e até mesmo adultos podem dar uma pausa na tecnologia e na correria da vida urbana para se conectar com esses princípios, no vizinho município de Leme.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: