Dia da Cidade: veja quais serviços públicos que abrem ou fecham nesta semana

As terras onde hoje se situa Pirassununga eram habitadas por índios tupi que denominavam o atual distrito de Cachoeira de Emas comoPirassununga, que significa “barulho dos peixes”, através da junção dos termos pirá (“peixe”) e sunung (“fazer barulho”). O nome é uma referência ao fenômeno da piracema: todos os anos, em dezembro, os peixes ‘sobem’ o rio Mogi Guaçu para a desova e, no esforço para nadar contra a correnteza, emitem sons semelhantes ao de roncos.

Desde o século XVI, os bandeirantes já exploravam a região. No início do século XIX, chegou à região a família de Cristóvão Pereira de Godói, que fundou a Fazenda Santa Cruz. Em 1823, Ignácio Pereira Bueno e sua esposa instalaram-se na área central da cidade. Quando o então Bairro do Senhor Bom Jesus dos Aflitos foi oficialmente fundado, em 6 de agosto de 1823, com a celebração da primeira missa pelo padre Felippe Antônio Barreto, o nome de Pirassununga, que era designação atual de Cachoeira de Emas, foi aposto ao nome do novo local, que passou a se chamar Bairro do Senhor Bom Jesus dos Aflitos de Pirassununga. O local da primeira missa forma o largo onde hoje estão a Igreja da Assunção e a estação rodoviária.

Em 21 de novembro de 1828, a capela do Senhor Bom Jesus dos Aflitos de Pirassununga foi elevada a capela curada. Tornou-se freguesia em 4 de março de 1842, com a mesma denominação da capela, em terras do município de Mogi Mirim, sendo transferida para o município de Limeira no dia 8 de março daquele mesmo ano. A vila de Pirassununga foi criada em 22 de abril de 1865. A ferrovia chegou à cidade em 1880 por um ramal de linhas férreas que ligaria Mogi Mirim à então Belém do Descalvado. A vila recebeu foros de cidade em 31 de março de 1879 e tornou-se comarca em 6 de agosto de 1890.

Na próxima segunda-feira (6), no feriado municipal, não haverá expediente dos serviços públicos, com exceção dos essenciais e os plantões, que retornam normalmente, na terça-feira (dia 7).

••• Serviços Municipais Os serviços municipais funcionam até esta sexta-feira (dia 3), com o expediente das 8 às 17 horas. Os trabalhos retornam somente na próxima terça-feira (dia 7). Assim, o funcionamento das seções municipais prestadoras de serviços, seguem desta forma:

••• Paço Municipal e anexosFuncionamento normal até sexta-feira (dia 3), das 8 às 17 horas, retorna às atividades normais na terça (7).

••• SAEP Como nos demais serviços da municipalidade, funcionamento normal até sexta (3), das 8 às 17 horas, e retorna na terça (7).

••• GMA Guarda Civil Municipal vai atender em forma de plantão permanente, inclusive em todo fim de semana.

••• Vigilância, CEM e UBS’sTodas as unidades funcionam normalmente até sexta (3), das 8 às 17 horas, mas retorna somente na terça (7).

••• Pronto-SocorroFunciona em sistema de plantão, inclusive nos feriados e pontos facultativos.

••• Coleta e Feira LivreA coleta de lixo funciona normalmente em todos os dias; a Feira Livre segue o calendário normal.

••• Escolas municipais e crechesFuncionam normalmente até sexta (3), das 8 às 17 horas; e retorna às atividades na manhã de terça (dia 7).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *